Apartamento assombrado: A sombra preta

Após muitos relatos de uma familiar, decidi ir até o apartamento dela para tirar umas fotos e ver se algo aparecia.

Para quem não conhece a história, clique aqui para saber mais sobre o que ela tem passado nos últimos meses.

Acredito que ela tenha alguma espécie de sensibilidade para o sobrenatural, que seja sensitiva, pois desde pequena ela relata ver coisas. 

Em um dos casos, ela acordou de madrugada apontando para uma porta de vidro, falando que estava vendo um homem velho que utilizava uma camisa xadrez, um chapéu e um cinto com uma fivela grande. Nesta época, todos nós dormíamos na sala da casa. Ao acordar, ela apontou para fora falando: “Olha, vó, o caubói! O caubói está me chamando”. 

Nesta época, ela tinha aproximadamente 6 anos de idade. Todos nós achávamos que ela estava apenas sonhando. Mas suas visões se tornaram cada vez mais frequente.

Na noite seguinte, sem estar dormindo, ela olha para trás assustada falando que um homem estava no quintal da casa, no mesmo lugar que ela havia dito ter visto o “caubói”. Levantamos e fomos procurar este suposto homem. Não encontramos nada.

Ao perguntarmos a ela como era este rapaz, ela novamente nos disse ser o “caubói”. Neste momento percebemos que ela não havia sonhado na noite anterior, e que realmente tinha visto algo.

Depois deste dia, ela nunca mais comentou sobre suas visões, até este último relato da sombra preta que a tem perseguido desde então.

Conforme contado por ela, a sombra estava sentada no canto da cama do filho dela de 3 anos. Uma amiga da família, que estava na casa, disse que estava sentindo algo estranho na casa. Olhou para o quarto do filho desta parente e ficou muito assustada. Sem que esta parente tenha falado as características da sombra, ela começou a perguntar:

– Fulana, a sombra é um homem bem alto? com a pele morena meio amarelada?

Ela respondeu que sim. Após confirmar as características deste espírito, ela continuou a falar:

– Por algum motivo, este espírito está muito bravo. Ele está nos olhando com muita raiva.

Minha parente e esta amiga foram para o apartamento da mãe dela, e desde então ela não tem mais dormido em seu apartamento.

Para provar a existência ou inexistência deste “ser”, decidi ir até este apartamento para tirar algumas fotos e gravar um vídeo. Realmente, não é um local com energias muito boas. 

Especialmente nos quartos aos quais a criança mais frequenta. Que seria seu quarto e a brinquedoteca.

Logo ao abrir a porta você já começa a sentir uns calafrios. Entrar, fechar a porta e apagar as luzes é uma tarefa quase impossível, mas fiz um esforço.

Veja algumas fotos:

Quarto da criança
Porta quarto de brinquedos
Quarto de brinquedos
Espelho

Além destas fotos, se tiverem coragem, vejam o vídeo que deixei gravando por alguns minutos dentro da casa:

Obs.: A casa estava completamente vazia. Deixei o celular gravando enquanto conversava com outros parentes no apartamento ao lado. 

É possível ouvir alguns barulhos estranhos na gravação. Aparentam ser barulho de cadeiras sendo arrastadas e até respiração próxima ao celular em determinados minutos do vídeo.


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *