Os 13 fantasmas e o zodíaco negro

Quem já assistiu o filme 13 fantasmas deve ter ficado muito curioso em relação a história de cada um. Por isso decidi trazer aqui e mostrar suas caras e seus símbolos.

PS.: Para quem não assistiu, o filme se chama 13 fantasmas, mas aqui vou falar dos 12. Para entender melhor, assista o filme, pois realmente é um pouco confuso rs.

1. O filho primogênito (Áries)

O pequeno Billy Michaels adorava vestir-se como seus heróis, os caubóis da TV. O menino de sete anos nunca obedecia à sua mãe, o que fez seu pai dar-lhe o apelido de “Billy, o pestinha.” Seus pais, entretanto, nunca o repreenderam e o pequeno Billy sempre fazia absolutamente tudo o que queria. E agora Billy arrepende-se de não ter ouvido sua mãe, quando ela lhe disse para não brincar de caubóis contra índios com um arco e uma flecha de verdade e recomendava a ele que não atirasse a flecha para o alto.
Como era um garoto muito rebelde e hiperativo, ele continuou com essa agressividade depois de sua morte, e por isso é associado à deturpação da energia do signo de Áries.

2. O torso (Touro)

A maioria das pessoas já fez uma aposta alguma vez. Para Jimmy Gambino, jogar era sua vida e morte. Um marginal e apostador experiente, ele sempre teve a sorte de acabar dando a volta por cima. Larry “Chave-de-Cadeia” sempre alertou Jimmy para que ele não se atirasse de cabeça. Mas o Apostador não lhe deu ouvidos e acabou perdendo até o último centavo num jogo milionário de pôquer com um mafioso. Ele teria apostado sua mulher e filhos, se os tivesse, mas como não tinha família, o Apostador simplesmente fugiu para livrar-se de sua dívida de jogo. Mas Jimmy foi pego pela máfia, que decidiu fazer dele um exemplo. Aliás, vários pequenos exemplos, embalados em papel celofane.

O vício pelo dinheiro demonstra o lado mais negativo do signo de Touro.

 

3. A Serva (Gêmeos)

Rica, linda e super popular, Susan LeGrow era invejada por todas as garotas da escola. Ela era uma atraente líder de torcida eleita rainha do baile de formatura. Apesar de ter ganho uma bolsa de estudos para uma faculdade importante do estado, decidiu ficar em sua cidade e casar-se com Chet, seu namorado da escola. Mas a sua vida perfeita terminou quando, na noite do baile de formatura, Chet flagrou Susan nos braços de Billy Bob. Ninguém sabe exatamente o que aconteceu naquela noite, porém, uma semana depois, o corpo de Susan foi encontrado enterrado no campo de futebol da escola. Ela havia sido estrangulada até a morte.
A falta de escrúpulos em pular de um namoro para outro faz a fama de um mau geminiano.

4. A amante recatada (Câncer)

Jean Kriticos era uma mãe carinhosa e boa esposa. Extrovertida e inteligente, a mãe mais popular nas reuniões de pais e mestres, ela dedicava todo o seu tempo à sua família. Seu marido a amava e seus filhos a idolatravam. Mas sua felicidade chegou ao fim em uma noite funesta. Depois de decorar a árvore de natal, a família se aconchegou diante da lareira. À noite, uma chama rolou, incendiando o tapete. Foi quando ocorreu um terrível acidente e ela morreu tentando salvar os filhos – com seus sonhos de um lar feliz destruídos para sempre.

Um fantasma que mostra o apego à família que um canceriano possui, até em casos extremos após a morte.

5. O príncipe dilacerado (Leão)

Em 1953, Royce Clayton era o super astro do beisebol da Escola Valley High, usando onde quer que fosse sua jaqueta do uniforme do time com suas iniciais. Tudo era dado a Royce numa bandeja de prata e ele se achava intocável e melhor que todo mundo. Numa certa noite, entretanto, este arrogante imitador de James Dean foi longe demais. Ele desafiou um marginal local para um racha de carros até a beira de um penhasco e achou que a vitória estava no papo. Só que não conseguiu frear a tempo e acabou transformando-se no astro de um terrível acidente automobilístico, tendo todo o lado direito de seu corpo e seu rosto dramaticamente dilacerado e retalhado, aposentando definitivamente seu taco.

Esse fantasma mostra o orgulho de um leonino que pode levar até a morte se não for controlado.

6. Princesa psicopata (Virgem)

A princesa psicopata era uma jovem cuja beleza foi sua ruína. Dana Newman foi abençoada com a beleza de uma deusa, mas amaldiçoada pela incapacidade de reconhecê-la. Sempre à procura da perfeição, nem um único fio de seu cabelo podia estar jamais fora do lugar e mesmo sendo incomparavelmente linda, Dana parecia uma bela psicótica que nunca acreditou na própria beleza. Sempre enxergando defeitos insignificantes em seu corpo, ela cortava-se toda para reparar os “erros” que só ela via. Finalmente desistindo da tentativa de atingir a perfeição, ela cortou os próprios pulsos na banheira. Quando foi encontrada, dizem que continuava tão linda na morte quanto havia sido em sua vida – apesar de ter o corpo coberto por centenas de profundos cortes.

Esse espírito perturbado mostra o extremo doentio da busca pela perfeição virginiana.

7. A peregrina (Libra)

Em 1675, a órfã Isabella Smith deixou a Inglaterra esperando achar um lar numa vila da Nova Inglaterra. Mas problemas começaram logo após sua chegada. Os moradores da vila não confiavam em forasteiros. Quando os animais da cidade começaram a morrer misteriosamente, o padre acusou Isabella de bruxaria. Ela negou, mas todos se voltaram contra ela. Além dos animais mortos sem explicação, o padre também ficou doente. Os aldeões condenaram Isabella à morte na fogueira. Momentos depois Isabella saiu, misteriosamente, ainda viva, sem uma queimadura na pele. Então, ela foi sentenciada à ficar aprisionada no tronco, em praça pública diante de todo o povo da cidade. Lá, ela ficou por semanas, apedrejada por crianças, amaldiçoada e cuspida, e a humilhação foi demais. Isabella acabou definhando e morrendo.

A vontade de deixar tudo em paz de uma libriana não ajudou quando ela estava em um lugar com ameaças iminentes de morte.

8 e 9. A mãe cruel e o filho grande (Sagitário e Escorpião)

Margaret shelburne era uma mulher tímida que nunca se defendia, principalmente porque só tinha 90cm de altura. Desde pequena, todos encarnavam ela por isso. Sua própria mãe, às vezes, vestia-a como uma boneca. Depois da morte de sua mãe, Margaret passou a viver nas ruas. Um dia, um homem chamado Jimbo, junto com seus amigos-capangas, sequestraram e aprisionaram Margaret, forçando ela a viver numa jaula. Uma noite foi estuprada por Jimbo, que tinha um poderoso machado e era conhecido como “golpe de ferro”. Então nasceu Harold, o bebê gigante de 140kg.

Ela foi estuprada e humilhada. É um medo que nenhum sagitariano gostaria de passar.

Harold foi mimado e bajulado desde o nascimento por Margaret, que tentou criá-lo para ser seu protetor e para levar a cabo seu plano de vingança contra Jimbo e seus capangas, que eram lenhadores. Com o mal costume, Harold nunca aprendeu a se cuidar, então, usou fraldas a vida toda. Sempre sofrendo gozação dos capangas de Jimbo, que não os deixavam em paz. Mas Margaret pretendia usar seu filho gigante para se vingar de Jimbo e seus ajudantes. Harold tornou-se um fã ardoroso do machado de Jimbo, e, em pouco tempo, já derrubava fileiras inteiras de árvores enormes. Mas logo ele trocou as extração madeireira pela humana, gritando “Madeira!”, cada vez que cortava um dos capangas de Jimbo pela raiz. Após Harold ter “derrubado” todos os capangas, não obteve sucesso na hora de matar Jimbo, que tomou o machado de Harold e mutilou mãe e filho muito além da nossa imaginação. Escorpianos podem ser bem vingativos às vezes. 

10. O destruidor (Capricórnio)

George Markley era um ferreiro honesto em 1890, antes dos eventos horríveis que fizeram dele “O Destruidor”. Um operário chamado Nathan, acusou injustamente George de roubo, ameaçando expulsá-lo da cidade. George enfrentou Nathan e se recusou a partir. Um dia, sua esposa e filhos vinham do mercado, quando foram atacados e mortos por Nathan e seus homens. Furioso, George perseguiu Nathan e seus homens, e os massacrou com o seu martelo de ferreiro. Os cidadãos arrastaram George de volta à sua loja, onde aplicaram uma forma brutal de justiça. Amarrado numa árvore, cravaram pregos em seu corpo com seu martelo. Concluíram a tarefa, cortando fora sua mão, grotescamente presa ao membro decepado, estava a preciosa ferramenta, o martelo, pronto para a ultima chance de vingança. A justiça capricorniana não funcionou muito bem para um honesto ferreiro, principalmente quando ele perdeu o controle de sua ira.

11. Chacal (Aquário)

Ryan Kuhn, o homem que se tornou o “Chacal”, nasceu em 1887, filho de uma prostituta. Ryan criou um desejo doente e insaciável por mulheres atacando prostitutas com uma habilidade animal. Para curar seu apetite sexual insaciável, ele mesmo se internou num manicômio. Após anos presos num quarto acolchoado, ficou totalmente louco e arranhou tanto as paredes, que suas unhas foram arrancadas. Os médicos o mantinham sempre na camisa-de-força, apertando mais quando tinha ataques, torcendo terrivelmente seus membros. Lutando para se soltar, Ryan roeu a camisa-de-força. Então os médicos puseram uma gaiola em sua cabeça, e o confinaram numa jaula, num porão escuro. Lá, desenvolveu total repulsa pelo contato humano, berrando sempre que alguém se aproximava. Quando o manicômio se incendiou, todos fugiram, menos Ryan. Ele fugia dos bombeiros, gritando, “Fiquem longe de mim!”. Para Ryan, agora era preferível a morte do que ser tocado por qualquer pessoa.

A loucura de uma mente aquariana pode ser doentia quando ela está além dos limites do que é saudável para qualquer pessoa suportar.

12. O senhor do mundo (Peixes)

Horace Mahoney era um gigante de 2,10 metros. Sua mãe o abandonou quando pequeno e seu pai o fez trabalhar no ferro-velho. Lá, Horace passou a adolescência sozinho destruindo e esmagando carros velhos. Seu pai morreu, e sem ninguém no mundo ele enlouqueceu. Suas primeiras vítimas foram duas caronistas. Levou-as ao ferro-velho e as rasgou com suas mãos dando os pedaços aos cães. Muitas mortes se seguiram. Gostava de atrair motoristas perdidos ao ferro-velho onde quebrava cada osso de seus corpos. Mas sua sorte acabou, quando Horace pegou uma policial disfarçada. Foi preciso 12 homens para dominar o gigante, três morreram quando Horace escapou das algemas. Mas a luta de Horace chegou ao fim quando cinco policiais dispararam 50 tiros nele. E para garantir, outro pente de balas em seu corpo inerte.

A solidão pisciana é levada ao extremo nesse caso, onde a única consequência possível era a loucura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *